Entenda a Terapia Cognitivo Comportamental (TCC)

Aaron T. Beck foi a primeira pessoa a desenvolver completamente teorias e métodos para aplicar as intervenções cognitivas e comportamentais a transtornos emocionais (Beck, 1963, 1964).

 

Embora tenha partido de conceitos psicanalíticos, Beck observou que suas teorias cognitivas eram influenciadas pelo trabalho de vários analistas pós-freudianos, como Adler, Horney e Sullivan.

Falando resumidamente sobre a TCC, podemos dizer que é uma das formas de psicoterapia mais utilizadas para transtornos psiquiátricos.

 

A TCC é uma abordagem de senso comum que se baseia em dois princípios centrais:

1. nossas cognições têm uma influência controladora sobre nossas emoções e comportamento; e
 2. o modo como agimos ou nos comportamos pode afetar profundamente nossos padrões de pensamento e nossas emoções.


 Essa abordagem de tratamento foi fundamentada em crenças sobre a importância da cognição na gestão das emoções e no comportamento humano, que foram transmitidas por meio dos escritos de filósofos da Antiguidade até os dias atuais.

 

Aaron T. Beck criou as estruturas que caracterizam a TCC. Além dele, outros psicólogos e psiquiatras influentes começaram a surgir na década de 1960.

 

A TCC se destaca com um grande número de estudos que examinaram suas teorias fundamentais e demonstraram a eficácia de seu tratamento.

 

O processo de aprendizagem para se tornar um terapeuta cognitivo-comportamental qualificado implica estudar teorias e métodos fundamentais, examinar exemplos de intervenções de TCC e colocar essa abordagem em prática com os pacientes.



Gostou de aprender um pouco mais sobre essa teoria?


Fonte: (Jesse H. Wright, Monica R. Basco & Michael E. Thase - Aprendendo a Terapia Cognitivo Comportamental - Um guia ilustrado)