Como é feita a Avaliação Neuropsicológica Infantil?

A avaliação neuropsicológica infantil é um exame complementar, que pode ser solicitado por um médico, fonoaudiólogo, fisioterapeuta ou até mesmo por uma escola, quando se há desconfiança de que a relação entre o cérebro e o comportamento da criança não está perfeitamente ajustada.  

 

Geralmente, antes de ser encaminhada para a avaliação neuropsicológica, o indivíduo passa por uma bateria de exames, como, por exemplo, ressonância e exame auditivo para verificar se não existe nada danificado no sentido estrutural do paciente. E, após esse processo, pode ser direcionado para a avaliação neuropsicológica para analisar a parte comportamental da criança. 


Essa avaliação consiste em alguns encontros; no caso de crianças, esse primeiro momento acontece em uma entrevista com os pais ou responsáveis para só depois conhecer o paciente em questão.

 

Depois dessas entrevistas iniciais, se inicia a real parte da avaliação neuropsicológica, que consiste em uma bateria de avaliação, composta por testes e procedimentos padronizados, para checar as condições neuropsicológicas e funções executivas da criança. 

 

 

Esses testes geralmente são realizados usando papel e lápis ou até mesmo em um computador. E, a partir disso, serão feitos diversos questionamentos para a criança, solicitando-a a resolver diferentes tipos de problemas.

 

 

A partir dos dados coletados através dos instrumentos, torna-se mais fácil a compreensão dos pontos fortes e fracos da mente de uma criança, ao mesmo tempo em que a auxilia a definir um plano e o tratamento médico adequado, compreendendo áreas potenciais de dificuldade que o paciente possa ter no futuro.

 

 

Gostou de saber? Temos um curso especial sobre esse tema nos dias 29 e 30 de abril. Clique aqui para saber mais