Estudo sobre esclerose múltipla tem assinatura do IBNeuro

Mais de 40% dos pacientes com esclerose múltipla (EM) podem apresentar comprometimento cognitivo



O fundador do IBNeuro, doutor em Neurociências e Psicometrista, Danilo Assis Pereira, está entre os oito cientistas fizeram um novo estudo sobre os dados normativos do  Brief International Cognitive Assessment for Multiple Sclerosis (BICAMS - Breve Avaliação Cognitiva Internacional para Esclerose Múltipla) para o contexto brasileiro. 


O estudo foi realizado em parceria com a Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto da Universidade de São Paulo. Para chegar ao resultado final, que vamos falar mais embaixo, o BICAMS foi aplicado em pessoas hígidas e em pacientes com esclerose múltipla (EM). 


Mais de 600 voluntários das cinco regiões brasileiras participaram da pesquisa.


O estudo apontou que mais de 40% dos pacientes com EM podem apresentar comprometimento cognitivo que  frequentemente se manifesta na diminuição da velocidade de processamento, déficits de aprendizagem e memória e, com menos frequência, na disfunção executiva. Sintomas, que consequentemente, afetam de forma negativa a rotina do paciente.


O BICAMS, é internacionalmente reconhecido para avaliar e monitorar  a cognição em pacientes com esclerose múltipla.



Para ler o artigo na íntegra, basta acessar o link abaixo: 


https://www.scielo.br/j/anp/a/fz5sSgNYmjXJPPDJnqMrk6p/?lang=en#