Psicologia positiva organizacional e do trabalho na prática

Psicologia positiva organizacional e do trabalho na prática

Preço normal
R$ 115,00
Preço promocional
R$ 115,00
Frete calculado no checkout.

*456 páginas 

LEIA O 1° CAPÍTULO GRATUITAMENTE

 

Psicologia positiva organizacional e do trabalho na prática 

A obra é o segundo livro de uma coletânea que tem por objetivo informar e atualizar pesquisadores, professores e estudantes sobre novos desenvolvimentos referentes a aplicações da psicologia positiva no contexto organizacional e do trabalho. Os desafios atuais postos à PPOT e à gestão do trabalho saudável nas organizações são tratados com análise crítica, contribuições práticas e aplicações específicas ao desenvolvimento de competências socioemocionais no trabalho, ao desenho da carreira nas organizações, à autoliderança, à paixão pelo trabalho e ao bem-estar. Neste livro você também encontrará  discussões sobre o trabalho saudável na pandemia e o passo a passo de modelos de intervenção, com suas limitações e evidências de validade.

 

Sumário

Parte 1

PLANEJAMENTO DAS PRÁTICAS EM PSICOLOGIA POSITIVA NAS ORGANIZAÇOES E NO TRABALHO

1 Trabalho saudável em tempos de pandemia
Trabalho saudável 
Proteção, promoção e prevenção para desenvolvimento do trabalho saudável 
Considerações finais
Referências 


2 Preciso fazer uma intervenção, e agora?

Um guia de modelos de intervenção
Modelo de pesquisa-ação de Kurt Lewin
Modelo da psicologia social aplicável de Mayo e La France
Modelo de ciclo completo de Robert Cialdini 
Modelo da psicologia comunitária 
Considerações finais
Referências 


PARTE 2
PSICOLOGIA POSITIVA, GESTÃO E TRABALHO SAUDÁVEL
3 Novas configurações no mundo do trabalho: desafios postos à psicologia positiva
Introdução
Da sociedade industrial à sociedade pós-industrial: em que terreno se move o trabalhador
O mundo do trabalho atual: a precarização como traço distintivo e seus impactos no trabalhador
Surgimento da psicologia positiva e seus impactos no mundo das organizações e trabalho
Reflexões sobre o futuro da psicologia organizacional positiva diante das novas configurações no mundo do trabalho

4 A paixão pelo trabalho
Caracterizando a paixão pelo trabalho 
A medida da paixão pelo trabalho 
O modelo de avaliação da paixão pelo trabalho 
Antecedentes e consequentes da paixão pelo trabalho 
Implicações para a prática das organizações
Referências 


5 Competências socioemocionais no contexto do trabalho: principais aplicações
Competências socioemocionais: algumas compreensões
Competências socioemocionais no contexto laboral
Principais competências e seus resultados no contexto do trabalho
Programas de treinamento
Considerações finais
Referências


6 Contribuições do desenho do trabalho para o desenvolvimento de carreira nas organizações 
Para começar: o que é desenho do trabalho?
Sobre os principais desafios do mundo de trabalho contemporâneo e as carreiras nas organizações 
Articulação possível entre design do trabalho e life design 
Proposta de intervenção em desenho do trabalho para organizações 
Conclusões 
Referências 


7 Autoliderança: estratégias para implementar mudanças positivas no trabalho 
Introdução 
O que é autoliderança? 
Base teórica da autoliderança e relações com construtos afins 
Modelo de autoliderança com foco em estratégias
Principais estudos e medidas de autoliderança
Implicações práticas da autoliderança
Considerações finais                                                                                     Referências 

8 Trabalho e bem-estar docente: teoria e prática sob o olhar da psicologia positiva 
Bem-estar docente: possibilidades teóricas 
Bem-estar docente: caminhos de pesquisa 
Bem-estar docente: aspectos positivos individuais, relacionais e contextuais 
Bem-estar docente: possibilidades práticas 
Bem-estar docente: reflexões finais 
Referências 


PARTE 3
PSICOLOGIA POSITIVA E PRÁTICAS PROFISSIONAIS


9 Contribuições da teoria de demandas e recursos do trabalho para
compreensão de fenômenos positivos da relação indivíduo-trabalho organização
Surgimento e evolução da teoria de recursos e demandasno trabalho (JD-R)
Fenômenos da psicologia positiva explicados pela teoria de recursos e demandas no trabalho (JD-R) 
O engajamento no trabalho no modelo JD-R
O flow no trabalho no modelo JD-R
O florescimento no trabalho no modelo JD-R
O comprometimento organizacional no modelo JD-R
Considerações finais
Referências


10 Características individuais e do contexto associadas ao engajamento e flow no trabalho 
Modelo de recursos e demandas do trabalho: modelo RDT 
Características individuais
Características do trabalho 
Medindo o contexto laboral 
Considerações finais
Referências 


11 Interface entre psicologia positiva e carreira: sentido de vida e adaptabilidade
Carreira e psicologia positiva
Sentido de vida 
Adaptabilidade de carreira
Sentido de vida e adaptabilidade de carreira: relação teórica e resultados empíricos 
Considerações práticas
Conclusão 
Referências 
Sobre os autores

 

Organizadores

Ana Claudia Souza Vazquez

Psicóloga pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), Mestrado em Saúde Coletiva pela Universidade do Estado do Rio de Janeiro (UERJ), Doutora em Administração pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS) e Curso de MBA em Recursos Humanos pela Universidade de São Paulo (USP). Atualmente é professora da Universidade Federal de Ciências da Saúde de Porto Alegre (UFCSPA) e possui vasta experiência em cargos de diretoria e gerência na área de Recursos humanos.

 

Claudio Simon Hutz 

Psicologo, mestrado e doutorado pela University of Iowa (USA) e Pós Doutorado na Arizona State University (USA). Atualmente é Professor titular da Universidade Federal do Rio Grande do Sul e coordenador do Laboratório de Mensuração do PPG Psicologia da UFRGS. Foi presidente da Associação Nacional de Pesquisa e Pós-Graduação em Psicologia (ANPEPP), do Instituto Brasileiro de Avaliação Psicológica (IBAP) e da Associação Brasileira de Psicologia Positiva (ABP+). Participou em comissões da CAPES, CNPQ, INEP, FAPERGS e FAPESP. Foi Chefe de Departamento, Coordenador do Programa de PG em Psicologia, Coordenador do Curso de Graduação em Psicologia e Diretor do Instituto de Psicologia da UFRGS. Suas linhas de pesquisa são nas áreas da Psicologia Positiva, Desenvolvimento Social e da Personalidade e Avaliação Psicológica e Psicometria (com ênfase na construção e validação de instrumentos para a avaliação da personalidade).